Diarreia

A diarreia não é uma doença mas sim uma condição que pode ser causada por várias doenças. A diarreia representa uma disfunção no processo normal de defecação. Este folheto foi preparado para ajudá-lo/a a compreender estas situações, causas e tratamentos.


Como sei se o meu animal de estimação sofre de Diarreia?

A diarreia num cão ou gato é caracterizada pelo aumento da frequência e volume das fezes, assim como diminuição da consistência das mesmas. As fezes diarreicas contêm não só maior quantidade de água e electrólitos, mas também poderão conter muco, sangue, gordura ou comida não digerida.

A diarreia pode ser originária do intestino delgado ou intestino grosso (colite), podendo ser classificada em aguda ou crónica.


O que é a Diarreia Aguda do intestino delgado?

Este tipo de diarreia normalmente dura menos de 48 horas, normalmente contem muco, sendo comum encontrar sangue neste tipo de diarreia. O animal normalmente perde o apetite e aumenta a frequência de defecação, assim como a sua urgência para defecar.


Como identificar a Diarreia Crónica do intestino delgado?

Este tipo de diarreia dura 7 a 10 dias ou mais, sendo por vezes muitos escura, devido à presença de sangue digerido nas fezes, não apresentando muco no seu conteúdo.


O que causa este tipo de diarreia?

São inúmeras as causas, podendo variar entre bactérias, vírus, parasitas intestinais, stress, substâncias tóxicas, alergia alimentar, alterações bruscas na alimentação, disfunções em determinados orgãos como o fígado, pâncreas e rins, etc.

É importante notar que os animais mais jovens são mais vulneráveis que os adultos, podendo pôr em risco a própria vida.

Para tratar a diarreia do seu animal de estimação o seu Médico Veterinário terá que diagnosticar a causa subjacente, para diferenciar ente uma diarreia não específica e um problema de saúde mais sério.


Como tratar a Diarreia?

Para tratar o seu animal com diarreia tem de ser determinada a causa. O Médico Veterinário irá realizar um exame clínico ao seu cão ou gato e perguntar-lhe o historial médico, dieta e rotina diária, podendo ser necessária a realização de análises sanguíneas, radiografias ou outros exames de diagnóstico.

Deverá ser necessário retirar a comida ao seu animal de estimação durante um ou dois dias, devendo ser mantido o fornecimento de água

Se o seu animal está muito desidratado deverá ser necessária a administração de fluidos endovenosos, conforme indicações do Médico Veterinário.


Cuidados a ter em casa

  • Após o jejum prescrito comece a alimentar o seu animal com pequenas refeições várias vezes por dia (3 a 6 vezes por dia)
  •  Forneça uma dieta facilmente digestível contendo pouca quantidade de fibra e pouca gordura
  • Não dê ao seu cão ou gato ossos ou biscoitos pois podem irritar o trato gastrointestinal

Vigie o seu animal de estimação em casa e no caso de aparecerem novamente os sinais de diarreia, sangue ou muco nas fezes, contacte o Médico Veterinário.

Favorecendo um bom tratamento em casa é uma parte muito importante na resolução deste problema, sendo muito importante seguir sempre as instruções dadas pelo Médico Veterinário.